Press "Enter" to skip to content

amarelo verão

Era pra ser uma coisa, foi outra. Ficou temático, brega e sujo de graxa. Mas foi e taí.

17.abr.08 1:57am

Amarelo Verão

Te amo de solavanco…
Só pega no tranco
esse músculo sofrido,
que você tem espremido,
entre as mãos.

Num disparo afogado
você o tem acordado
cada vez que me vê,
que me enxerga à mercê,
do seu “sim”, do seu “não”.

Me dê um pouco dos seus óleos,
um pouco dos seus olhos,
uma piscada de farol, buzinadinha.
Me diga que você quer ser minha
no banco do meu carangão.

Agora vem cá e me ensina
como adulterar gasolina
pra te levar passear,
prum chopp à beira do mar,
amarelo verão.

Na volta se o motor enguiçar
pode deixar que só eu me sujo de graxa…
Você acha que não
mas eu sei…
Má, Marina você é má.

Share this post:
Facebook Twitter Reddit Tumblr

Be First to Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.